top of page
  • Foto do escritorRenata Carvalho

ATORES DE HOLLYWOOD ENTRAM EM GREVE E SE JUNTAM AOS ROTEIRISTAS

Com mais uma greve, grandes produções devem ser paralisadas, adiadas ou até mesmo canceladas.


O Sindicato dos Atores de Hollywood (SAG-AFTRA) decidiu que entraria oficialmente em greve a partir desta sexta-feira (14) após muitos meses de negociações de novos contratos com a Aliança de Produtores de Cinema e Televisão (AMPTP), mas sem chegar a nenhum acordo.


O sindicato já havia votado anteriormente, com unanimidade, para entrar em greve no caso de um acordo não ser alcançado. Com isso, toda e qualquer produção em andamento deve ser paralisada e adiada enquanto a greve durar.


As negociações se concentram em aumento na remuneração básica, melhor distribuição de ganhos residuais, maior transparência dos streamings quanto a números, além de regulamentar o uso de IA na produção de filmes e programas de televisão, para garantir que suas imagens digitais não sejam recriadas sem autorização.


“O SAG-AFTRA negociou de boa fé e estava ansioso para chegar a um acordo... Mas as respostas do AMPTP às propostas mais importantes do sindicato foram insultuosas e desrespeitosas”, afirmou Fran Drescher, presidente do SAG-AFTRA.

As regras para a greve já foram definidas. Segundo as recomendações, os atores não poderão atuar, nem promover nenhum filme ou série, além de estarem proibidos de fazer entrevistas coletivas, tapetes vermelhos, eventos como a Comic-Con, pré-estreias ou divulgação nas redes sociais.



Em declaração, a AMPTP (associação de produtores) disse que a culpa da greve é dos próprios atores:


“Estamos profundamente desapontados com a decisão do SAG-AFTRA de desistir das negociações. Esta é uma escolha do sindicado, não nossa. Eles rejeitaram nossa oferta de aumentos residuais e salariais históricos [...] Em vez de continuar negociando, o SAG-AFTRA nos colocou em um curso que aprofundará as dificuldades financeiras de milhares de pessoas que dependem do setor para sua subsistência.”

Desde que a greve dos roteiristas começou no dia 1º de maio, os estúdios já perderam mais dinheiro do que teriam gastado ao cumprir as exigências feitas pelo WGA (Associação dos Roteiristas da América). Eles não concordaram com nenhuma das exigências feitas e não voltaram à mesa de discussão desde então com a desculpa que só irão fazer um acordo de cada vez.


Em declarações informais, eles intimidam os roteiristas dizendo que vão deixar a situação se arrastar até que os membros percam suas casas, para daí sim fazer um acordo, segundo um executivo.


Esta é a primeira vez desde os anos 80 que os atores declaram greve e a primeira vez desde os anos 60 em que duas categorias (roteiristas e atores) paralisam as atividades em Hollywood.


0 comentário

Comments


bottom of page