top of page
  • Foto do escritorRenata Carvalho

APÓS 148 DIAS, A GREVE DOS ROTEIRISTAS DE HOLLYWOOD FOI ENCERRADA

Depois de quase cinco meses de paralisação, sindicato e estúdios entraram num acordo.


A Greve dos Roteiristas de Hollywood chegou ao fim. O acordo provisório firmado com a AMPTP (representante dos estúdios) no último domingo (24) foi aceito por unanimidade pela mesa diretora da WGA (sindicato dos roteiristas).


O novo contrato acordado tem duração de três anos, até o dia 1º de maio de 2026. Sendo assim, os roteiristas estão liberados para trabalhar a partir da meia-noite de quarta-feira (27), mesmo sem a votação para a ratificação do contrato, que acontecerá entre 02 e 09 de outubro.


Leia também:

Depois de 15 anos, roteiristas de TV e cinema dos EUA entram em greve

Greve dos roteiristas afeta diversas produções de Hollywood


O Sindicato dos Roteiristas divulgou alguns dos novos termos que foram firmados. Segundo a Variety, estão entre eles a garantia de que os profissionais terão melhorias nas condições de pagamento, requisitos mínimos de contratação das equipes de roteiristas e os royalties provenientes das plataformas de streamings:


  • Aumento considerável em todas as áreas financeiras, isso inclui salários para todos os tipos de produções, aumento do pagamento de planos de saúde e outros;

  • Transparência nos dados de streaming, salários residuais estrangeiros de streaming aumentados e bônus de salário baseado na audiência de streaming;

  • Os streamings fornecerão detalhes de audiência de um programa com o número total de horas globais para a WGA;

  • Os resíduos estrangeiros agora são baseados no número de assinantes estrangeiros no serviço, um aumento de 76%;

  • Em fase de produção de uma série, pelo menos 3 roteiristas e o showrunner tem garantia de 10 semanas de emprego;

  • Filmes e séries assistidas por mais de 20% dos assinantes norte-americanos nos primeiros 90 dias de lançamento darão um bônus de 50% aos roteiristas;

  • Aumento considerável por cada episódio de 30min, 1h ou filme com orçamento maior de 30M para streaming;

  • Cada série precisa de um número X de roteiristas (número baseado em quantos episódios a série tem).



Várias regras quanto ao uso de Inteligência Artificial (IA) também foram atendidas, que era uma das maiores pautas:


  • A IA não pode escrever ou reescrever material literário e o material gerado pela IA não será considerado material de origem;

  • Os estúdios devem divulgar aos escritores se algum material fornecido a eles foi gerado por IA ou incorpora material gerado por IA;

  • É proibido que roteiristas da WGA treinem a IA para escrever roteiros;

  • Um roteirista pode optar por usar a IA, mas não pode ser obrigado pelo estúdio a utilizar.


Enquanto isso, o Sindicato dos Atores de Hollywood (SAG-AFTRA) continua em greve, aguardando a sua vez de retornar à mesa de negociações após 75 dias de paralisação.


0 comentário
bottom of page